Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021 -

14º CECUT será de 25 a 28 de agosto em Águas de Lindóia

Publicado em: 20/05/2015
Divulgação

Divulgação

Por um Projeto Popular para Mudar São Paulo é o tema do 14º Congresso Estadual da CUT São Paulo – CECUT, que se realizará de 25 a 28 de agosto, em Águas de Lindóia, a 150 km da capital paulista. Na ocasião, será eleita a nova direção estadual e definido o plano de lutas e estratégias para o período 2015-2019.

O 14º CECUT terá como princípio político e metodológico a construção do debate a partir das bases, com assembleias para discutir, elaborar e deliberar as propostas sobre temas de interesse dos trabalhadores (as), do ramo, da categoria ou da região ligada à base de representação do sindicato.

Com a mudança, a eleição dos delegados e delegadas e as propostas de resolução, plano de lutas, emendas ao estatuto e moções ao 14º CECUT deverão ser discutidos previamente, até 20 de julho, em Assembleias de Base realizadas pelos sindicatos cutistas em todo o estado.

Nas federações orgânicas, as propostas poderão ser debatidas em reuniões dos conselhos e direções dos ramos e, dos três delegados (as) eleitos (as), é imprescindível cumprir a representação dos dois gêneros. A delegação estará automaticamente impossibilitada de participar do CECUT, caso seja formada somente por homens ou somente por mulheres.

“É um processo para que as pessoas expressem mais os seus anseios em todos os temas, tanto nas questões macro quanto nas mais regionais ou específicas, como juventude, mulher, negros e negras”, explica Sebastião Geraldo Cardozo, secretário Geral da CUT/SP.

Segundo o dirigente, as Assembleias de Base podem combinar atividades preparatórias nos sindicatos e nos locais de trabalho, a exemplo das plenárias, mobilizações e debates, culminando com a assembleia de eleição de delegados (as) para o congresso.

Entre os temas sugeridos pela CUT na orientação às assembleias estão reforma política, democratização da mídia, unidade com os movimentos sociais, organização no local de trabalho e negociação coletiva.

Com o intuito de organizar as Assembleias de Base do 14º CECUT, a direção da CUT/SP acompanhará a realização de plenárias nas Subsedes em todo o estado  e definiu o seguinte calendário:

 

 

As Plenárias já ocorreram nas subsedes Osasco (14/05), Vale do Ribeira (15/05), Araçatuba e Presidente Prudente (16/05).

Defesa intransigente da classe trabalhadora

Um futuro de ações sindicais mais incisivas, que marque a posição da CUT na luta de classes acirrando o enfrentamento capital-trabalho – essa é a expectativa de Cardozo para o próximo período.

Para o dirigente, independente de governos de coalizão ou oposição, é necessário refletir sobre a essência da luta de classes, pautá-la e defendê-la como é o papel das centrais sindicais, fazendo a crítica, a organização e o embate para enfrentar os desafios do mundo do trabalho.

Cardozo diz que um exemplo emblemático é o do Projeto de Lei (PL) 4330, que libera as terceirizações em qualquer atividade. Várias centrais estavam unidas contra a precarização do trabalho que a medida provocará, mas houve mudança de lado quando o PL estava prestes a ser votado pelo Congresso Nacional.

“A Força Sindical voltou a sua origem, num peleguismo mal disfarçado, achando que negociar e ajustar o projeto resolveria o problema. A sociedade brasileira marcou isso e os próprios trabalhadores da base reconheceram esse peleguismo”, conclui.

14º Congresso Estadual da CUT São Paulo – CECUT
Data: 25 a 28 de agosto de 2015
Local: Hotel Monte Real Resort
Rua São Paulo nº 622 – Águas de Lindóia
Informações: (11) 3330-2064 / 2065

Fonte: CUT SP – Flaviana Serafim