Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021 -

Artigo: União dos trabalhadores por um país melhor

Publicado em: 03/09/2013

As manifestações populares que aconteceram em junho, julho e agosto de 2013 vão ficar marcadas na história do país. População, Centrais e sindicatos unidos exigem do governo melhorias nas políticas públicas e conquistas que tragam mais dignidade aos trabalhadores brasileiros.

O “Dia Nacional de Paralisação”, marcado em 30 de agosto, teve o objetivo de pressionar a presidenta Dilma Rousseff a atender as reivindicações dos trabalhadores já manifestadas no dia 11 de julho. Nesses dias, defendemos uma série de itens que compõem a Pauta da Classe Trabalhadora, como a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem desconto no salário, fim do fator previdenciário e extinção da PL 4330, mais conhecida como PL das Terceirizações. Mais do que isso, mostramos a importância da união de trabalhadores com seus sindicatos, a ação conjunta das Centrais e a articulação com movimentos sociais.

Em Osasco e região, a data foi marcada pelo “Dia D Lutas e Paralisações”, em que sindicatos e trabalhadores realizaram ato reivindicatório para reforçar a Pauta da Classe Trabalhadora em um dos pontos mais movimentados da cidade, o calçadão da Antonio Agu. Como no dia 11, reivindicávamos também pela reestruturação e fortalecimento do Ministério do Trabalho.

Centrais, sindicatos e classe trabalhadora mostraram disposição em manter a pressão sobre o governo. Se não houver resposta dessa vez, estamos um passo mais próximo da greve geral no Brasil. É essencial que Centrais e sindicatos sigam em unidade para trazer conquistas para os trabalhadores brasileiros.

José Pereira da Silva Neto

Presidente do Sindicato dos Comerciários de Osasco e Região (Secor)