Sábado, 16 de Janeiro de 2021 -

Contracs realizou III Encontro Nacional de Saúde e Segurança do Trabalhador

Publicado em: 24/06/2016

thumb-98

Nos dias 18, 19 e 20 de maio de 2016, a Confederação Nacional dos trabalhadores no Comércio e Serviços (Contracs/CUT) realizou o III Encontro Nacional de Saúde e Segurança do Trabalhador sob o lema “Consolidando a Política Nacional de saúde e segurança do trabalhador”, em Natal/RN. Estiveram reunidos dirigentes sindicais de 44 entidades de todo o país com objetivo de debater e avançar sobre os aspectos da saúde do trabalhador do ramo e propor ações conjuntas com a Contracs.

O III Encontro teve início na noite 18 de maio de 2016 e a mesa de abertura contou com a presença do presidente da Contracs Alci Matos Araujo, do Secretário de Saúde e Segurança do Trabalhador Domingos Braga Mota, da presidente da CUT/RN Eliane Bandeira, do coordenador da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador Nacional (CIST) Geordeci Menezes de Souza, da presidente do Conselho Municipal de Saúde de Natal/RN Geolípia Jacinto da Silva, do Desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região Francisco José Gomes da Silva, do presidente da FETRACOM/PBRN João de Deus, do presidente da FETRACE e coordenador da Regional Nordeste da Contracs Elizeu Rodrigues e do presidente da FETRACS/RN e secretário de formação da Contracs Olinto Teonácio Neto.

Para Alci, o encontro expressa e representa o sentimento da Confederação na defesa de melhores condições de trabalho e na qualidade de vida dos trabalhadores/as. Para o secretário de Saúde e Segurança do Trabalhador da Contracs, Domingos Braga Mota, o tema saúde do trabalhador é central e o Encontro possibilita consolidar a política nacional de saúde do trabalhador da Confederação bem como o lançamento da Cartilha sobre Assédio Moral, que é um valioso instrumento para as entidades sindicais atuarem contra essa chaga que assola os locais de trabalho.

Logo após a mesa de abertura, ocorreu a conferência sobre o assédio moral, com a Profª Doutora Petilda Serva Vazquez e o lançamento da Cartilha sobre a temática. A conferencista Petilda Vazquez fez uma reconstituição histórica do processo civilizatório no Brasil para percebermos os significantes constitutivos da nossa subjetividade, valores e culturas, marcados pelo racismo que estruturou todos os preconceitos, desqualificações e desigualdades em nossa sociedade e contribuiu para a fixação do capitalismo flexível, competente e produtivo. Para Petilda, o assédio moral no trabalho faz parte da lógica da organização do processo de trabalho e independe de chefia ou não.

Debates

No dia 19, a primeira mesa de debate abordou a intensificação do trabalho e suas repercussões para com a saúde dos trabalhadores/as do comércio e serviços e teve como palestrantes o Profº e pesquisador da UNESP – Marília/SP Giovanni Alves e a técnica e pesquisadora da Fundacentro/MTE Cristiane Queiroz.

Na segunda mesa, o tema em debate foi os aspectos jurídicos da saúde do trabalhador com a participação do desembargador do TRT da 7ª Região Francisco José Gomes da Silva, o coordenador da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador Nacional (CIST) Geordeci Menezes de Souza e Paula Araujo do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador do Rio Grande Do Norte.

Fonte: Constracs