Quinta-Feira, 04 de Março de 2021 -

CUT 30 anos: saiba tudo sobre as comemorações

Publicado em: 28/08/2013
Divulgação

Divulgação

Com Lula, Central comemora aniversário de fundação com a militância pronta para festejar e também para o Dia Nacional de Mobilização e Paralisação (30), em defesa da pauta da classe trabalhadora.

A CUT, maior central sindical da América Latina, com mais de três mil sindicatos filiados, com mais de 24 milhões de trabalhadores na base, completa 30 anos amanhã, 28 de agosto, com ato político no galpão histórico do Pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo do Campo, onde foi fundada.

Ato político, jornada cultural e seminário internacional marcam as comemorações do 30º aniversário da Central (veja programação completa abaixo). O evento desta quarta-feira  terá a participação do ex-presidente Lula, dos ex-presidentes da CUT (todos concederam entrevista sobre os 30 anos; veja no portal),dirigentes e militantes sindicais de todo o País, ministros e autoridades convidados.

Veja a programação DO DI A28

Seminário Internacional “O Movimento Sindical e os Desafios Globais” que será realizado dia 28 de agosto – ver programação no final do texto.

. Horário: das 10h às 17h

      . Local: Hotel Palm Leaf, n avenida Nações Unidas, 1501 na  Chácara Inglesa , em são Bernardo do Campo

Comemoração solene dos 30 anos CUT, também no dia 28.

      . Horário: 19h00

      . Local: Pavilhão Vera Cruz, Av. Lucas Nogueira Garcez, 856 – SBC – entrada apenas com convite

Programação do seminário internacional “O movimento Sindical e os Desafios Globais”

28 de agosto de 2013 – 10h00 às 17h00

10h00 – Mesa 1: O sindicalismo frente aos desafios globais

Expositores:

Sharan Burrow – CSI (vídeo conferência)

Mehrdad Payandeh – DGB

Vagner Freitas – CUT Brasil

Ladislau Dowbor

Coordenação: João Antonio Felício, Secretário de Relações Internacionais

14h30 – Mesa 2: A liberdade sindical como estratégia para enfrentar os desafios e fortalecimento do sindicalismo

Expositores:

Rafael Freire – CSA

(nome a confirmar) OIT

Kwasi ADU-Amankwah – CSI África

Depoimentos:

UNT México – a confirmar

UNTA Angola – a confirmar

Coordenação: Artur Henrique da Silva Santos, Secretário Adjunto de Relações Internacionais

17h00 – Encerramento

Programação Jornada Cultural CUT 30 anos

 

29/8 – quinta-feira – 10 às 22 horas

Espaço CONEXÃO SOLIDÁRIA

CUT 30 anos: a Economia Solidária nesta caminhada

10h30 –“ADS e Conexão Solidária – duas trajetórias, uma só matriz”

Ari Aloraldo do Nascimento – Coordenador Geral da ADS/CUT (Agência de Desenvolvimento Solidário CUT) e presidente da Associação Conexão Solidária e convidados;

11h00 –“Histórias de superação: dois casos de Empreendimentos Econômicos Solidários (EES)”

Representante do empreendimento Associação Cornélia e Cooperativa de Costura de Osasco;

12h30 –Degustação com produtos da Economia Solidária;

14h00 – OficinaCozinha Brasil

Aproveitamento Integral dos Alimentos e degustação;

15h00 –Teatro Musical;

17h30 às 19h30 –  “Todas as Cores e todos os Amores”

Moda com Sustentabilidade – Apresentação Casa Brenda Lee e Desfile.

Espaço + A.R.T.E.

Ações Culturais para crianças, jovens e adultos

10h00 – Luz, Flores e Peixes (infantil)

Trio voz e violão, brincadeira de roda, música e poesia;

11h30 – Oficina de Poesias – Mulher todas as palavras (Renan Inquérito)Discussão sobre a mulher desde a escrita e visão de Chiquinha Gonzaga, com textos atuais de Elisa Lucinda, Elizandra Souza, dentre outras;

14h00 –Oficina de Cupcakes (infantil);

15h00 – Sarau do Fórum– promove  reunião de interessados em literatura e poesia e propaga cultura – fruto do fórum do Hip Hop de São Bernardo – Projeto Meninos e Meninas de Rua;

15h30– Intervenção Poetas Ambulantes;

16h00 às 17h00– Grupo de Capoeira do Centro Cultural Afro Brasileiro Francisco Solano Trindade;

16h30 –Oficina de Graffiti com Frenesi – Técnicas de desenho com spray em madeirite. Ao final os participantes levam pra casa os trabalhos;

19h30 –Sarau Sobrenome Liberdade com Maria Vilani – A mulher frente às relações, aos conflitos diários, família e outros contemporâneos.

Espaço CUT 30 anos

Palco Principal

19h00 – Show Lika Rosa– mistura entre as batidas ritmadas da música brasileira, interpretada como um espetáculo teatral, seguindo um roteiro cênico, criado para causar uma interação com o público;

21h00– Show Don Ernesto Guevara – canções da resistência – Coquetel de Encerramento.

Durante toda programação – 10 às 22 horas

–  Exposição Itinerante Multimídia: Ilustrações do Movimento Sindical (charges, cartoons e cartazes);

–  Exposição Painéis Mulheres Metalúrgicas;

–  Exibição de Vídeos especiais nos telões.

Serviço:

JORNADA CULTURAL CUT 30 ANOS

Pavilhão Vera Cruz

Das 10 às 22 horas

Av. Lucas Nogueira Garcez, 856 – Centro

São Bernardo do Campo/SP

SOBRE A FUNDAÇÃO DA CUT

Em 28 de agosto de 1983, 5.059 delegados, representando 912 entidades – 335 urbanos, 310 rurais, 134 associações pré-sindicais e 99 associações de funcionários públicos, cinco federações, oito entidades nacionais e confederações, homens e mulheres do campo e da cidade, de todas as regiões do País, fundaram a Central Única dos Trabalhadores.

Eles ocuparam o galpão que um dia sediou o maior estúdio cinematográfico brasileiro, o extinto Vera Cruz de Mazzaropi, Anselmo Duarte e companhia.

No ABC paulista, berço do novo sindicalismo, o 1º Conclat (Congresso Nacional da Classe Trabalhadora) deu origem à primeira entidade intersindical e intercategorias em nível nacional construída após o golpe militar de 1964.

Na época, o Brasil enfrentava crise econômica com inflação de 150% e índices manipulados desde anos anteriores; devia mais de US$ 100 bilhões ao FMI (Fundo Monetário Internacional).

Um mês antes de a CUT ser fundada, houve greve geral em todo o País – como efeito da recessão, apenas nos dois primeiros meses de 1983, a indústria paulista demitiu 47 mil trabalhadores, quase o total das demissões do ano anterior. O brasileiro vivia sob repressão, recessão, desemprego e com salários achatados e corroídos pelos índices inflacionários.

Um cenário que levou o congresso de fundação da CUT a aprovar as lutas pelo fim da Lei de Segurança Nacional e do regime militar, o combate à política econômica do governo (o general João Batista Figueiredo era o presidente da República, à época), contra o desemprego, pela reforma agrária sob controle dos trabalhadores, reajustes trimestrais dos salários e liberdade e autonomia sindical. Lutava também pelo direito à cidadania e contra o autoritarismo dentro e fora dos locais de trabalho, recheados por “olheiros” da ditadura disfarçados de trabalhadores.

Para o primeiro ano de vida da CUT, foi eleita uma coordenação que elegeu como coordenador-geral Jair Meneguelli, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema (hoje Metalúrgicos do ABC), que estava sob intervenção. Somente em 1984, a CUT elegeu uma direção com chapa completa e seu primeiro presidente também foi Meneguelli.

Começaria então a história de uma central que hoje está presente em todos os ramos de atividade econômica do país, com 3. 806 entidades filiadas, 7.847.077 de associados e 23.981.044 trabalhadores/as na base.

Fonte: CUT Nacional

LEIA TAMBÉM

Parceria Brasil Smiles e Secor tem Semana do Implante Social dentário para comerciários

Entre os dias 8 a 12 de março, a parceria Brasil Smiles e Secor vai oferec [...]
LEIA MAIS

Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil

24 de fevereiro é celebrado o Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil. [...]
LEIA MAIS