Terça-Feira, 29 de Setembro de 2020 -

Em Dia Nacional de Luta, Secor se mobiliza contra reforma da Previdência

Publicado em: 20/02/2018

Esta segunda-feira, 19/2, data prevista para a reforma da Previdência entrar na pauta da Câmara dos Deputados, foi Dia de Luta para Secor, que, ao lado das entidades do Coletivo Contra a Reforma da Previdência, realizou atos pela cidade de Osasco contra a medida e em defesa dos direitos dos trabalhadores.

No Largo de Osasco, o Sindicato fez panfletagem do material “Se botar para votar, o Brasil vai parar”, com o chamamento das centrais sindicais para a luta contra a reforma. Além disso, em meio à solenidade de comemoração aos 56 anos de emancipação de Osasco, promovida pela Prefeitura de Osasco, foram distribuídos panfletos também em frente ao Osasco Plaza Shopping, no calçadão da Rua Antônio Agú.

Após a distribuição do material, foi a vez dos manifestantes irem aos postos do INSS de Carapicuíba e Barueri, onde continuaram o trabalho de mobilização e conscientização com a população.

A manifestação contou com a participação da bateria do movimento estudantil de Osasco, que entoaram palavras de ordem contra o governo Temer.

De forma geral, o Coletivo Contra a Reforma da Previdência realizou manifestações em frente às estações da CPTM de Osasco, Itapevi, Jandira, Barueri, KM 21, Carapicuíba e Presidente Altino, além de agências do INSS.

Em todo o Brasil, o dia 19/2 foi de grandes atos, passeatas, manifestações e greves. Em todas as regiões do país, a CUT e demais centrais mobilizaram os trabalhadores, que, mais uma vez, mostraram que a união e a pressão das ruas fazem toda a diferença. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, referente à reforma da Previdência, foi arquivada por determinação do presidente do Senado, Eunício Oliveira, e não pode ser colocada em pauta este ano.