Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020 -

Em noite comemorativa Contracs celebra jubileu de prata

Publicado em: 24/07/2015
Contracs

Contracs

Na noite da última quarta-feira, dia 15 de julho, a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços da CUT (Contracs/CUT) comemorou 25 anos de lutas e histórias, no Club Homs, localizado na avenida Paulista, na capital do estado de São Paulo. A celebração foi composta pela tradicional cerimônia comemorativa, homenagens, pelo lançamento do livro e selo comemorativo da Confederação, além da premiação do primeiro concurso literário de poesia da entidade e a festa pelo jubileu de prata.

Antes do início da cerimônia, o presidente da Confederação, Alci Matos Araújo, deu abertura a festa de forma descontraída e convidou os diretores João de Deus, Maria Anatália e Antônio de Sá para cantarem o repente escrito por Maria Anatália durante um encontro regional no Nordeste. Para ajudar na cantoria, as funcionárias da Contracs Thais e Mikahely fizeram coro ao repente que tinha como refrão “Eu vou contar, vou contar, vou contar como se faz pra Contracs avançar”.

A cerimônia festiva teve início às 20h30 e relembrou a história da Contracs, por meio de um vídeo institucional que contava a trajetória da entidade desde a formação do Departamento Nacional dos Comerciários (DNC), passando pela formalização da entidade em 15 de julho de 1990 na cidade de Vitória, no estado do Espírito Santo, durante o I Congresso Nacional dos Comerciários Cutistas. Até chegar aos dias atuais, nos quais a Contracs completa 25 anos de luta pela ampliação e conquista de direitos aos milhões de trabalhadores do ramo do comércio e serviços.

Participaram da cerimônia representantes da Central Única dos Trabalhadores, confederações Cutistas, federações filiadas a Contracs, entidades internacionais, políticos e entidades parceiras.

Gerard Iglesias, diretor da UITA, fez questão de ressaltar que para a União Internacional é um grande prazer estar com a Contracs ao longo dos anos. “Há 16 anos a Contracs luta conosco por melhores condições para os trabalhadores. Trabalhamos com muitos companheiros/as desta confederação e hoje, mais do que nunca, diante da atual conjuntura internacional, temos que permanecer fortes e unidos, pois ainda há muito para se fazer”.

O ex-presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva, não pode comparecer, porém enviou uma carta à Contracs parabenizando a entidade pelos 25 anos “repletos de conquistas e lutas”. E acrescentou que o Brasil cresceu muito na última década e que a participação do movimento sindical, principalmente dos comerciários e dos serviços que cresceu muito nos últimos anos, foi decisiva para isso.

Já o presidente da CUT Nacional, Vagner Freitas, fez questão de ressaltar que a Contracs é um sonho que a CUT fez se realizar e que esse sonho se tornou um grande sucesso. “O reconhecimento da categoria dos comerciários foi uma grande conquista da Contracs. As grandes tarefas só são dadas a quem pode cumpri-las, o setor de serviços é um dos que geram mais empregos, precisamos dar condições de trabalho decente e justo para esses trabalhadores/as e para isso, temos a Contracs CUT conosco.

or sua vez, o presidente da Contracs, Alci Matos Araújo, agradeceu a presença de todos e ressaltou que conquistar um país mais justo e solidário é responsabilidade de todos. Ele relembrou que a entidade foi forjada com muita luta, compromisso e honra, e que de 5 estados e 23 sindicatos filiados no início de sua trajetória, a Contracs hoje alcançou todas as regiões do Brasil, 245 sindicatos e mais de 3 milhões de trabalhadores.

“Ainda temos desafios, muitos trabalhadores e trabalhadoras para representar, muita coisa para mudar e histórias para construir. Precisamos de melhores salários, mudanças trabalhistas e de mais empregos! Chegamos aos 25 anos e vamos chegar aos 50, 70, vamos continuar a sustentar cada vez mais esse projeto ideológico para que continue crescendo”, enfatizou Alci.

Lançamento do selo e carimbo comemorativo

Durante os festejos dos 25 anos da Contracs foi realizada em parceria com o Ministério das Comunicações e os Correios uma cerimônia filatélica para oficializar o lançamento do selo e do carimbo em comemoração ao jubileu de prata da entidade.

O selo e o carimbo são personalizados e foram especialmente criados para celebrar os 25 anos da confederação. Durante a cerimônia, o senhor Eugenio Valentim da Silva, diretor regional adjunto de São Paulo Metropolitana dos Correios entregou um álbum contento a peça filatélica lançada ao presidente da CUT, Wagner Freitas; ao secretário de Administração e Finanças da Contracs, Nasson Antônio de Oliveira e ao presidente da Contracs, Alci Matos Araujo que também recebeu uma réplica do carimbo comemorativo.

O carimbo ficará à disposição do público por 30 dias na Agência de Correios Filipe Camarão, situada na Rua Filipe Camarão, 252, no bairro do Tatuapé. Após esse período, o carimbo ficará por 60 dias na Agência Filatélica Dom Pedro II, no Prédio Histórico dos Correios, localizado no Vale do Anhangabaú; e, ao final desse período, será incorporado ao patrimônio do Museu Nacional dos Correios em Brasília.

Lançamento do livro

Em comemoração ao seu jubileu de prata a Contracs lançou o livro Contracs – 25 anos: Uma história de lutas e trabalhadores. O livro foi idealizado a fim de que a trajetória da confederação não se perca e para que as lutas e histórias pudessem ser lembradas e compartilhadas.

Segundo o presidente da Contracs, Alci Matos, o livro é uma inspiração de luta. Emocionado com o lançamento, ele leu o epílogo que escreveu para a publicação e convidou todos os presentes a fazerem uma viagem no tempo, por meio da leitura do livro da Contracs. “Aqui conseguimos reunir um apanhado de histórias, conteúdos bem-humorados e emotivos, momentos importantes que fazem parte da nossa trajetória e que nos inspiram a continuar a construir a história da Contracs”.

Nesta primeira edição, o livro realizado em parceria com a empresa Biografias e Profecias e escrito pelo jornalista Guilherme Dias teve a distribuição realizada durante a festa. Sendo um livro para cada entidade sindical e entidade parceira.

Premiação do concurso literário

A premiação do I Concurso Literário de Poesia da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços (Contracs/CUT) ocorreu durante a festa comemorativa do jubileu de prata da Confederação. O concurso foi criado com o objetivo de conhecer os trabalhadores/as poetas de nossa confederação, para tanto, pedimos que nossas entidades filiadas divulgassem o concurso junto à sua base, para que os trabalhadores tivessem a chance de escrever sobre nossas lutas e bandeiras históricas, descrevendo por meio de versos como é trabalhar em nossos ramos.

O concurso literário contou com a participação de 15 poesias de trabalhadores/as de diversos estados. Professores de literatura e português avaliaram as poesias escritas e as classificaram por nota. Os 10 finalistas foram divulgados no site da Contracs no último dia 10.

“O concurso foi muito bem organizado. Para que ele fosse realizado, houve a criação de um regimento interno e de uma comissão. A intenção após a premiação é fazer um livreto com todas as poesias participantes, para que assim, possamos incentivar ainda mais a cultura e a escrita junto a nossas categorias”, afirmou Alci Matos, presidente da Contracs.

Os três finalistas foram trazidos de seus respectivos estados e cada ganhador foi chamado ao palco para receber um cheque nominal com a premiação no valor de sua colocação, sendo três mil reais para o primeiro lugar, dois mil para o segundo e mil para o terceiro lugar, além de um troféu de participação.

A primeira colocada foi a poesia da Minha vida sindical, escrita por Paulo Roberto Pereira Rocha de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Em segundo lugar ficou a poesia Quantas lutas nessa história há, de autoria do João Batista dos Santos de Colatina, Espírito Santo. E em terceiro lugar, ganhou a poesia Uma história de trabalhadores e luta no comércio e serviços, escrita por Raquel Aparecida Lelis de Uberlândia, Minas Gerais.

25 anos de muita luta

A Contracs chegou aos 25 anos devido a força e a união da classe trabalhadora, dos sindicatos e das entidades parceiras. Muitos foram o que estiveram ao lado da confederação durante a trajetória de lutas e que ajudaram a defender as bandeiras e os ideias de trabalho mais digno e decente.

Para fazer jus a sua história, a Contracs fez questão de homenagear suas federações que também representam todos os sindicatos a ela filiados e as entidades parceiras.

Subiram ao palco para receber as placas de homenagem representando as federações filiadas a Contracs: Francisco Alano, presidente da Fecesc; Geralda Godinho, tesoureira da Fetracom-DF; Elias Sereno, presidente da Fetracom-AM; Olinto Teonácio Neto, presidente da Fetracs-RN; João de Deus dos Santos, presidente da Fetracom-PB; Elizeu Gomes, presidente da Fetrace; Antônio Almeida, representante da Fetradete.

Representando as entidades parceiras Hélio da Costa, do Observatório Social, José Silvestre Padro, coordenador de relações sindicais do Dieese e representando os trabalhadores da Contracs, Camila Almeida.

A Confederação também fez questão de homenagear os seus 27 funcionários, por todo o trabalho e ajuda prestados diariamente na manutenção da entidade, com rosas e uma mensagem motivadora. E a delegação dos instrutores de autoescola de São Paulo homenageou todos os ex-presidentes da Contracs, reconhecendo assim, a importância deles junto a classe trabalhadora. Após as homenagens, todos os diretores e presentes cantaram em uníssono os parabéns a Contracs e celebraram os 25 anos da entidade com muita alegria pelo resto da noite.

Fonte: Lauany Rosa/ Contracs