Sexta-Feira, 18 de Setembro de 2020 -

Milhares nas filas e 2 milhões não sacaram auxílio. Veja como saber se foi liberado

Publicado em: 11/05/2020
AGÊNCIA BRASIL

Mais de 50 milhões de trabalhadores e trabalhadoras informais já foram beneficiados com o Auxílio Emergencial de R$ 600, aprovado pelo Congresso Nacional para ser pago durante três meses, período de isolamento social para conter disseminação do novo coronavírus.

Deste total, pelo menos dois milhões de beneficiados ainda não foram sacar a primeira parcela do dinheiro e a data para receber a segunda parcela deve ser anunciada na próxima semana.

Para não deixar o dinheiro tão necessário parado e ainda evitar aglomerações, se arriscando a ser contaminado com a Covid-19, o trabalhador ou a trabalhadora deve consultar o resultado da análise do pedido de Auxílio Emergencial.

Veja como consultar se seu auxílio foi liberado:

– Aplicativo CAIXA Auxílio Emergencial, que o trabalhador que se cadastrou para receber já baixou.

– Pelo site auxilio.caixa.gov.br

– Pelo telefone da Caixa 111

– Ou pelo site da Dataprev, no qual o trabalhador pode consultar o status do cadastro do auxílio emergencial, ou seja, se foi aprovado, se foi reprovado, se está inconclusivo por falta de dados ou se ainda está sendo analisado.

Transferir o auxílio emergencial ou mesmo pagar contas

Para fazer a transferência, o trabalhador precisará baixar o app “Caixa Tem”. Para isso, no celular, basta acessar a Google Play Store para Android ou a Apple Store para iPhone.

Pelo aplicativo é possível transferir o dinheiro para qualquer banco de graça. Além da transferência, que pode ser feita através da opção “Transferir dinheiro”, é possível realizar pagamentos de boletos de água, luz, telefone, boletos, entre outros, pelo próprio aplicativo.

Dá para sacar o benefício em caixa eletrônico:

Com o aplicativo Caixa Tem também é possível sacar o benefício no caixa eletrônico.

É só clicar no botão entrar, acesse a opção saque sem cartão, nesta tela clique em gerar código para saque e para prosseguir a orientação é que esteja em frente ao caixa eletrônico, porque a senha é válida por duas horas. A Caixa produziu um vídeo com o passo a passo para este processo.

Recadastramento

Mais de 12 milhões de trabalhadores tiveram seus pedidos de auxílio emergencial negados por dados inconclusivos ou por algum erro no preenchimento de alguma informação. Segundo a Caixa, é preciso que o trabalhador ou a trabalhadora faça novo cadastramento no site www.auxilio.caixa.gov.br  ou no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

Confira a passo a passo:

  • Logo na tela inicial, estarão disponíveis as regras definidas para enquadramento no programa. Em seguida, o cidadão deverá declarar que atende aos critérios, autorizando o tratamento de seus dados para validação das informações prestadas;
  • o trabalhador deverá informar os seus dados básicos (nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe), que serão confirmados junto à base da Receita Federal;
  • na hipótese do CPF informado já constar na base do Cadastro Único, o cidadão será notificado que deverá aguardar o processo de seleção, que considerará as informações do cadastro já existente;
  • caso o CPF informado não conste na base do Cadastro Único, será enviado um código para o celular informado pelo cidadão, que possibilitará dar seguimento ao cadastro;
  • no cadastro, o cidadão deverá informar os seus dados econômico-financeiros, bem como os dados dos membros do seu grupo familiar;
  • será necessário informar a conta onde deseja receber o auxílio, optando por: a) receber o crédito em conta já existente na CAIXA ou em outra Instituição Financeira autorizada pelo BACEN; b) Poupança Social Digital na CAIXA para receber o crédito.

Fonte: CUT