Quarta-Feira, 27 de Janeiro de 2021 -

Prevenção é o tema central do Encontro de Saúde do Trabalhador do Secor

Publicado em: 04/10/2016
Assessoria/Secor

Assessoria/Secor

Na última sexta-feira, 30/9, o Secor realizou o Encontro de Saúde do Trabalhador (ESAT), quando a categoria, representantes da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), especialistas e a diretoria do Secor se reuniram para falar sobre acidentes de trabalho, doenças ocupacionais e prevenção.

A primeira mesa foi composta pelo presidente do Secor, José Pereira da Silva Neto, secretária-geral, Kelly Domingos, e diretor Ricardo Alexandre dos Santos. Na oportunidade, o presidente agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância da realização de atividades que coloquem em pauta a saúde do trabalhador e a prevenção de doenças e acidentes de trabalho. “Realizamos anualmente este evento para chamar a atenção dos trabalhadores e da CIPA sobre a importância de medidas que evitem acidentes no ambiente profissional. Antes de tratar a doença, podemos evitá-la”, afirmou.

A principal mesa foi composta por Carlos Aparício Clemente, coordenador do Espaço da Cidadania; Drº Willian Keneddy, médico do trabalho do Secor; Drª Ivanir Maciel, psicóloga; Drª Paulo Frishe, advogada do Secor; e o diretor Ricardo coordenando a mesa.

O Drº Keneddy colocou em pauta os tipos de doenças que mais atingem os comerciários do Secor e falou sobre a importância da CIPA. “Hoje, meus atendimentos compreendem 70% de doenças ortopédicas, 25% psíquicas e 5% diversas. As psíquicas, no entanto, estão aumentando a cada dia. Temos que trabalhar antes do comerciário chegar ao médico do trabalho e é aí que entra a CIPA, desenvolvendo ferramentas de prevenção”, completou. Seguindo a mesma linha, Drª Ivanir falou sobre a Síndrome do Pensamento Acelerado, depressão, alcoolismo e transtornos de ansiedade, além de fazer uma dinâmica com ginástica laboral entre os presentes.

A advogada Frishe explicou como proceder em casos de doenças e acidentes de trabalho e falou sobre a importância da documentação de todos os procedimentos médicos na hora de dar sequência no processo jurídico. Por sua vez, Clemente falou sobre preconceito contra pessoas com deficiência e chamou atenção para o melhor remédio contra isso: a informação.

“A prevenção é sempre mais eficaz e econômica para o trabalhador e para a empresa. Comerciários e CIPA devem estar atentos para assegurar que todos tenham os cuidados necessários na atividade laboral e segurança”, completou o presidente Neto.

Clique aqui para ver mais imagens!

Fonte: Assessoria de Imprensa