Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2021 -

Quadro continua crítico em SP, diz ANA, sobre crise hídrica

Publicado em: 02/04/2015
Nelson Almeida/AFP

Nelson Almeida/AFP

O diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu, disse nesta quarta-feira, 01, que, mesmo com o cenário favorável de chuvas nos meses de fevereiro e março, o quadro no estado de São Paulo continua “grave”.

“Mesmo tendo sinais de uma quantidade de água mais favorável chegando aos reservatórios, os quadros continuam críticos. Medidas que foram adotadas até aqui no controle, na redução das vazões dos reservatórios e dos rios, têm de ser mantidas”, disse Andreu, em coletiva de imprensa no Palácio do Planalto para apresentar um balanço da crise hídrica no País.

“Mesmo com cenário mais favorável, nenhuma medida adotada deve ser abrandada.”

Ao falar especificamente do Sistema Cantareira, Andreu destacou que, apesar das chuvas registradas nos últimos dois meses, as vazões no Cantareira ainda não atingiram as médias do reservatório.

“O Cantareira tem hoje três índices de verificação da mesma quantidade de água, você adota referenciais diferentes. Se você considerar a água em relação ao volume útil do reservatório, hoje o reservatório está com -11% em relação ao volume útil, o que significa que você ainda está usando água abaixo do volume útil”, observou o diretor-presidente da ANA.

“O que choveu não foi suficiente pra recuperar o reservatório”, reforçou a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

Nordeste

Ao falar do cenário na Região Nordeste, o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, ressaltou que o governo tem investido na construção de poços e no envio de carros pipa para atender municípios.

“Queremos entregar as obras hídricas o mais rápido possível”, disse Occhi.

Fonte: Exame