Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2020 -

Saldo de empregos no comércio foi de 383 mil em 2012, aponta Dieese

Publicado em: 11/06/2013

thumb-58

A Rede Comerciários do Dieese publica balanço do setor em 2012, com informações sobre vendas e mercado de trabalho.

Vendas -Entre janeiro e dezembro de 2012. Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio, o setor vendeu 8,4% a mais do que em 2011.

Empregos -O Caged, do Ministério do Trabalho e Emprego apurou, incluindo as declarações entregues fora do prazo, que a geração de empregos com Carteira assinada superou 383 mil postos, ou seja, 29,1% do saldo total de vagas em 2012.

Rotatividade -A movimentação entre admitidos e desligados foi intensa, com impactos ruins para o trabalhador, como redução salarial real. Foram 5.156.364 admissões e 4.772.938 desligamentos no setor.

Rendimento -O salário médio dos admitidos cresceu 10,6%, passando de R$ 797,84, para R$ 882,43. Descontada a inflação, o aumento real foi de 4,93%, reflexo do mercado de trabalho aquecido, das negociações coletivas e da política de valorização do salário mínimo. Atenção: devido à alta rotatividade, os admitidos têm recebido, em média, 93,9% do salário dos desligados (R$ 939,42). Houve ligeira oscilação na diferença em relação a 2011, quando o salário de admissão correspondia a 93% do rendimento do comerciário desligado.

Mais informações: www.dieese.org.br

Fonte: Agência Sindical