Domingo, 24 de Janeiro de 2021 -

Você é vítima de Assédio Moral? Fique atento!

Publicado em: 01/07/2014
Divulgação

Divulgação

Tão antigo quanto o trabalho, o assédio moral está presente na vida de muitos comerciários. A prática do assédio consiste na exposição repetitiva e constante do trabalhador a situações constrangedoras e humilhantes no ambiente profissional durante o exercício da função do funcionário.

Geralmente, as vítimas sofrem o assédio de alguém que tenha maior nível hierárquico, mas nada impede de colegas serem os agressores. Na maioria dos casos, o objetivo do assédio moral é desestabilizar a vítima forçando-a a desistir do emprego.

Características da conduta do agressor:

  • Apresenta atitudes abusivas e constrangedoras;

  • Inferioriza, amedronta e menospreza a vítima;

  • É indiferente a presença do outro;

  • Solicita a execução de tarefas impossíveis de serem feitas;

  • Controla o tempo de idas ao banheiro;

  • Entre outros.

Muito mais grave do que parece, o assédio moral pode levar a vítima a problemas psicológicos, como a depressão. Por isso, o Secor pede aos comerciários para ficarem atentos a situações no trabalho e identifique se o assédio moral está acontecendo em seu ambiente de trabalho. Caso o ato esteja acontecendo, procure o Sindicato.

Já as empresas, devem tomar algumas medidas para evitar as situações, como:

– Criar um regulamento interno que proíba as tais práticas;

– Diagnosticar o assédio e identificar o agressor;

– Avaliar as situações junto com a área de Recursos Humanos e a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e Doenças do Trabalho (CIPA);

– Reeducar o agressor e, se necessário, efetue a demissão;

– Caso o assédio tenha causado impacto físico ou mental, a empresa deve emitir o Comunicado de Acidente de Trabalho (CAT).

Nosso Sindicato oferece serviço de psiquiatria na sede em Osasco toda terça-feira, das 8h às 14h.