Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021 -

Em 2014, a CUT/SP promoverá plebiscito popular por reforma política

Publicado em: 07/01/2014
Divulgação

Divulgação

A CUT São Paulo assume como bandeira para o próximo período a construção de um Plebiscito Popular pela defesa de uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. Essa proposta, entre outras questões, aponta para uma democracia participativa e para o financiamento público de campanha como as principais urgências.

A representação no parlamento será também uma das defesas de Central. Dados do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) mostram que há uma distorção no sistema eleitoral: dos 594 parlamentares eleitos, apenas 91 são da bancada sindical, o que significa que poucos são os que falam pelos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras no país.

A consulta popular ocorrerá entre os dias 1º e 7 de setembro de 2014 e uma única pergunta será feita à população: “Você é a favor de uma Constituinte Exclusiva e Soberana sobre o sistema político?”.

Nesta luta participam também diferentes movimentos sociais. Em São Paulo, o Comitê Estadual do Plebiscito Popular foi criado no dia 30 de novembro de 2013. Até março de 2014, outros comitês serão formados por regiões e cidades do interior e litoral.

A CUT orienta a todos os ramos e sindicatos a participarem das ações, desde o início do ano de 2014, que deem visibilidade ao tema da reforma estrutural do sistema político no país.

Fonte: CUT São Paulo – Vanessa Ramos e Flaviana Serafim

LEIA TAMBÉM