Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020 -

Sindicato dos Comerciários discute saúde com trabalhadores e cipeiros

Publicado em: 07/10/2015
Assessoria/Secor

Assessoria/Secor

Na última sexta-feira, 2/10, o Secor realizou o Encontro da Saúde dos Trabalhadores, que reuniu centenas de comerciários e cipeiros, membros representantes da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), de empresas da região, para falar sobre saúde, segurança e bem estar dos trabalhadores.

Na primeira mesa, o presidente do Sindicato, José Pereira da Silva Neto, acompanhado dos diretores Edson Bertoldo, Carlos José Cardoso e Ricardo Alexandre do Santos, agradeceu a presença de todos e enalteceu a importância de uma atividade que abrange a saúde do trabalhador de maneira geral. “Este evento é realizado com o objetivo de atingir não apenas os comerciários, mas os trabalhadores de todas as categorias. Todos nós precisamos estar atentos a nossa saúde física e mental, por isso, é papel do Sindicato levar informação de qualidade ao trabalhador e especializar os cipeiros para melhor desenvolverem seu trabalho”, completou Neto.

A seguir, a mesa foi composta pelo médico do trabalho do Secor, Dr. William Kennedy, o coordenador do Espaço da Cidadania, Carlos Aparício Clemente, o presidente do CISSOR (Conselho Intersindical de Saúde e Seguridade Social de Osasco e Região), José Elias de Góis, e a advogada especializada em previdência do Sindicato, Maria de Fátima da Silva Santos.

Por sua vez, Kennedy explicou aos presentes o funcionamento da CIPA, além de abordar os problemas de saúde mais frequentes dos trabalhadores comerciários. Já o coordenador Clemente destacou a Lei de Cotas para deficientes e falou sobre o preconceito dentro do mercado de trabalho que ainda existe contra as pessoas com qualquer tipo de deficiência. O presidente do CISSOR falou sobre a saúde do trabalhador da região e deixou as portas do Conselho abertas para trabalhadores e cipeiros tirarem dúvidas. Por fim, a advogada Fátima se colocou a disposição dos comerciários para resolver problemas previdenciários.

Os presentes contaram também com uma gincana da psicóloga Ivanir Marciel para exercitar a concentração. “O objetivo da brincadeira foi chamar atenção para um problema cada vez mais frequente na vida dos trabalhadores: a Síndrome do Pensamento Acelerado. A SPA, causada pelo acúmulo de atividades do dia a dia, causa apreensão, falta de memória, déficit de atenção, irritabilidade e sono alterado. É um problema que pode ser contornado com a ajuda de um profissional e com um estilo de vida diferente”, explicou o presidente Neto.

Ao final do evento, os presentes puderam tirar dúvidas com os palestrantes convidados, e seguiram para um coquetel.

Clique aqui para ver mais imagens!

Fonte: Assessoria de Imprensa