Sexta-Feira, 24 de Setembro de 2021 -

‘No fim das contas’ esclarece dúvidas sobre o FGTS

Publicado em: 19/03/2014
Divulgação

Divulgação

Trabalhadores com dinheiro depositado no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) podem usar os recursos em três situações relacionadas a imóveis, mostra o quadro No fim das Contas, apresentado todas as segundas-feiras no DFTV 1ª Edição.

O dinheiro do Fundo de Garantia é depositado todo mês pelo empregador. Os trabalhadores só podem sacá-lo em situações especiais – aposentadoria, após demissão sem justa causa, em algumas situações de doença e na compra da casa própria ou abatimento das prestações do financiamento.

O quadro destaca três situações para sacar o FGTS. Em um dos exemplos quem já é dono de até 40% de um imóvel residencial pode comprar outro imóvel também residencial com o dinheiro do FGTS. Em geral não se pode usar o fundo para comprar um segundo imóvel residencial.

O Fundo também pode ser usado para amortizar o valor total do financiamento do imóvel pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Nesses casos, é possível pagar até 80% do valor de cada prestação com o saldo do FGTS, em um período de até um ano. Isso permite ao dono do imóvel diminuir o gasto pessoal com as prestações mensais do financiamento.

Para quem usa o SFH para comprar um lote e construir a casa, o FGTS também pode ser usado para abater as prestações, mas somente depois que a casa estiver construída.

A moradora do Recanto das Emas Maria dos Reis usou o dinheiro do FGTS para construir a casa dela. “Não ficou uma obra bonita, uma casa dos sonhos, mas já tem uma casa que eu saí do aluguel, aí agora eu posso correr atrás de uma casa dos sonhos” diz. Quando foi demitida, Maria ficou aliviada com o dinheiro que recebeu do Fundo de Garantia. “R$ 15 mil me deixaram alegre demais”.

Fonte: G1

LEIA TAMBÉM

Secor firma parceria com a agência de viagem Brazil Turismo

Pensando em proporcionar aos nossos associados mais lazer e diversão, o Se [...]
LEIA MAIS