Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021 -

Ecobag: saiba como higienizar e evitar doenças

Publicado em: 23/04/2012
Divulgação

Divulgação

Apesar de serem mais comuns bactérias que só trazem mau cheiro, algumas podem causar infecções gastrintestinais.

Stephani Pires Scatolini

A substituição das sacolas descartáveis pelas reutilizáveis nos supermercados foi resultado de um acordo entre os supermercados e a Apas (Associação Paulista de Supermercados).

Para substituir as descartáveis, uma das alternativas que estão sendo usadas são as ecobags – sacolas de plástico mais grosso, que podem ser reutilizadas –, entretanto algumas bactérias ficam no plástico da sacola e se não forem limpadas corretamente podem causar problemas de saúde.

Risco de infecções
De acordo com o infectologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) Paulo Olzon, “em alguns casos, a má-higienização das sacolas que carregaram alimentos ou líquidos de embalagens de carne ou frango que escorrem nas sacolas contêm micro-organismos que podem causar infecções no aparelho digestivo”.

Essas doenças podem causar fortes dores abdominais, náuseas, vômitos, diarreia ou constipação, chegando, em alguns casos, à deteriorar órgãos como estômago e intestino, diz ele.

Entretanto, para Olzon, a maioria das bactérias encontradas nas sacolas plásticas não oferece risco à saúde. As mais comuns trazem somente cheiro ruim.

Higienização e armazenamento

A infectologista do Hospital e Maternidade São Luiz Raquel Muarrek afirma que infecções gastrintestinais podem acontecer quando não é realizada uma correta higienização. Para diminuir os riscos de alguma doença ser adquirida pela má conservação das sacolas, é indicado lavá-las com água e sabão quando forem compradas e após serem utilizadas.
Outra dica dada por Raquel é usar álcool após a limpeza com água e sabão e não colocar a sacola no chão. “A durabilidade da ecobag depende da utilização. Se for esterilizada corretamente, podemos usá-la enquanto ela tiver boas condições”, diz.

Paulo Olzon, por sua vez, complementa com outra recomendação: “É interessante deixar as sacolas secando ao vento, e guardá-las em um lugar sem umidade. As bactérias não se proliferam em locais secos”.

Fonte: band.com.br

LEIA TAMBÉM