Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021 -

Lançamento da campanha nacional por trabalho decente no Mc Donald’s

Publicado em: 13/11/2015
Divulgação

Divulgação

Companheiros e Companheiras

É de conhecimento de todos e todas os abusos cometidos pela empresa Mcdonalds em nosso país, como jornada móvel variável, alta rotatividade, trabalhos perigosos com menores, alimentação inadequada aos trabalhadores, entre outros averiguados.

No Brasil atua como Arcos Dourados, a bandeira McDonalds possui um gerenciamento na lógica do trabalho que é obrigatório a todas suas franquias incluindo maquinários com marcadores de tempo para execução de cada tarefa, ou seja, o método de trabalho é utilizado em qualquer restaurante da empresa. Esse sistema de produção é vigente no setor de fast food que procura forjar um determinado tipo de trabalhador, entendido como “multifuncional”, “intercambiável” e “descartável” na medida em que, sob o eufemismo da flexibilização, utiliza-o na quantidade, no lugar e pelo tempo desejado. Para tanto, desenvolve um treinamento específico em que a alta rotatividade destes atendentes não inviabiliza o negócio de restaurantes de comidas rápidas.

Diante desses fatos, o coletivo de trabalhadores de comidas rápidas da CONTRACS reunidos em agosto de 2015, deliberaram pela estratégia de ação uma CAMPANHA NACIONAL POR TRABALHO DECENTE NO MCDONALDS, que tem como objetivo dialogar com o trabalhador, reunir denúncias, atuar em parceria com o MPT e abrir um canal de diálogo social com a empresa.

Para o lançamento desta campanha e suas estratégias, convidamos a todos e todas para o dia 24 de novembro, em nossa subsede no Tatuapé, para o café da manhã com convidados das 08h30 às 11h.  Neste dia também estaremos entregando os materiais publicitários aos sindicatos filiados.

Solicitamos a gentileza que confirmem a presença através do e-mail: contracs@contracs.org.br ou pelo telefone (11) 2091.6620 com Camila ou Ruy.

 

Vamos todos juntos mudar essa forma de trabalho no Mcdonalds

Saudações CUTistas

 

Alci Matos Araujo                                         Antonio Carlos da Silva Filho

Presidente                                                     Coordenador do setor hoteleiro

Fonte: Contracs CUT

LEIA TAMBÉM