Domingo, 05 de Dezembro de 2021 -

Momento saúde: Monumentos e prédios do DF ganham nova luz para ‘Novembro Azul’

Publicado em: 13/11/2014
Congresso iluminado de azul para campanha que visa conscientizar homens a fazer o diagnóstico precoce de câncer de próstata/ Foto: Vianey Bentes/TV Globo

Congresso iluminado de azul para campanha que visa conscientizar homens a fazer o diagnóstico precoce de câncer de próstata/ Foto: Vianey Bentes/TV Globo

Alguns dos principais prédios e monumentos de Brasília ganharam nesta segunda-feira (3) uma iluminação especial em referência ao movimento “Novembro Azul”. A iniciativa visa conscientizar homens sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Entre os prédios iluminados de azul estão o Congresso Nacional, Memorial JK, Palácio do Buriti, Catedral Metropolitana, Supremo Tribunal Federal e Palácio do Planalto.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), detectar precocemente a doença – antes que os sintomas se manifestem – aumenta para 90% as chances de cura. O câncer de próstata atinge um em cada seis homens, é mais comum a partir dos 40 anos e é responsável por cerca de 13 mil mortes no Brasil desde 2011.

A estimativa do Inca é que 68 mil novos casos sejam diagnosticados em 2014, uma média de um a cada sete minutos. Este é o terceiro ano de campanha pelo diagnóstico precoce da doença.

O movimento “Novembro Azul” teve origem na Austrália e desde 2010 é organizado no Brasil pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e pelo Instituto Lado a Lado pela Vida.

Para o presidente da SBU, Carlos Conradi, a iluminação de órgãos como o Congresso traz mais “visibilidade” à campanha. Segundo ele, o movimento busca conscientizar sobre “a necessidade da realização de exames periódicos antes que a doença apareça em estágio avançado”.

“O câncer de prostata só apresenta sintomas quando está muito avançado, já passou para outros lugares e a pessoa não tem mais chance de cura. Então, se você fizer o diagnóstico precoce, você tem mais de 90% de ser curado”, ressaltou Conradi.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil, de acordo com a SBU. Em 2014, a estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) é que 68.800 novos casos sejam descobertos.

Fonte: G1

LEIA TAMBÉM

71,4% dos 8,9 milhões que perderam emprego na pandemia eram negros, diz Dieese

Para os não negros, os impactos da crise sanitária foram menores: dos 2,5 [...]
LEIA MAIS