Domingo, 24 de Outubro de 2021 -

Nelson Piquet vende empresa em Osasco e novo dono não paga rescisões aos demitidos

Publicado em: 13/12/2013
Divulgação

Divulgação

Um grupo de 21 funcionários demitidos da empresa Totaltec, no Jardim Piratininga, em Osasco, vai ter que lutar na Justiça para receber seus direitos trabalhistas. E o que é pior: a mando do proprietário atual, que afirmou, em reunião entre os empregados e representantes do Sindicato dos Comerciários de Osasco e Região, que não fará o pagamento, aconselhado o trabalhadores “a irem a trás de seus direitos”. A empresa pertencia a Nelson Piquet, ex-campeão de Fórmula 1.

O problema começou a partir da venda da empresa, que presta serviços de instalação e assistência técnica. Com a mudança, 21 dos 60 trabalhadores foram demitidos e cumpriram aviso prévio até 29 de novembro. A partir daí, não receberam nenhum dos direitos, segundo um dos ex-funcionários, que pediu para não se identificar.

A informação foi confirmada pelo sindicato, que foi acionado pelos trabalhadores. De acordo com a entidade, após o fim do aviso prévio, a empresa teria que efetuar o pagamento no primeiro dia útil seguinte, em 1º de dezembro. Nessa data, o novo proprietário já havia assumido a Totaltec e, ainda segundo o sindicato, embora tenha recebido o empreendimento com dinheiro em caixa para fazer o pagamento, se recusou a liberar o valor aos trabalhadores.

Ele foi chamado ao sindicato, para uma reunião com os ex-funcionários, e confirmou que mantinha o dinheiro em caixa. Mas afirmou que não faria o pagamento porque o valor seria suficiente apenas para o pagar os direitos trabalhistas, mas não cobriria possíveis ações judiciais, caso os trabalhadores decidissem abrir futuros processos contra a Totaltec. Para completar, orientou os funcionários a acionarem a Justiça.

Na próxima segunda-feira, os trabalhadores demitidos farão um ato em frente à empresa. Caso não haja acordo, o sindicato vai orientar os ex-funcionários quanto aos processos judiciais. O jornal Diário da Região entrou em contato com a empresa, por e-mail e por telefone, mas, até o fechamento dessa edição, não obteve resposta sobre o caso. Segundo uma funcionária, os proprietários não retornariam ao local ontem.

Fonte: Diário da Região

LEIA TAMBÉM

Governo de Jair Bolsonaro é responsável pela disparada da inflação

Afirmação é do diretor adjunto do Dieese José Silvestre, que aponta ent [...]
LEIA MAIS