Sábado, 17 de Abril de 2021 -

Secor firma acordo com Totaltec e manifestações sço encerradas

Publicado em: 10/01/2014

thumb-90

Após manifestações em frente à Totaltec e reunião com representantes da empresa, na quinta-feira, 9/1, o Secor firmou acordo que contempla os atuais trabalhadores e cerca de 21 funcionários demitidos no final de 2013.

Durante todo o dia, o Secor realizou um ato reivindicatório na porta da empresa, que contava com a participação de ex-trabalhadores. Dessa vez, o objetivo da reivindicação era pressionar a Totaltec a dar uma contraproposta ao Sindicato e trabalhadores referente à pauta de reivindicação entregue anteriormente.

Depois da manifestação, os proprietários da empresa, Genivaldo Gonçalves Silva e Maurício Eduardo Gomes Pinheiro, compareceram na sede do Secor para apresentar a proposta e negociar com o Sindicato.

No acordo, a Totaltec se compromete a implantar plano de saúde para todos os colaboradores efetivos da unidade; reintegrar todas as grávidas demitidas com todos os benefícios e com o mês não trabalhado; pagar plano de saúde para colaboradora com doença grave; e, por fim, pagar todas as verbas rescisórias de direito dos demitidos.

Aprovada pelo Secor, o acordo foi apresentado aos trabalhadores da Totaltec e aprovada por todos na manhã dessa sexta-feira, 10/1.
Entenda o caso

A intervenção do Secor no caso começou após 21 funcionários serem demitidos pela atual gestão sem receber nenhuma verba rescisória. A rescisão deveria ter sido paga no dia 1° de dezembro.

O Secor iniciou, no final de 2013, uma sequência de manifestações e paralisações na frente da empresa. No dia 19/12 foi feita uma Assembleia e definida as reivindicações que compuseram a pauta, sendo elas: inclusão imediata no plano de saúde atual ou em outro conveniado nas mesmas condições de prestação de serviço anterior de todos trabalhadores. Em específico de gestantes, portadores de doença ocupacional e de afastados pelo INSS por doença grave; pagamento imediato de todas as verbas rescisórias dos empregados demitidos em 1/11/13 com aviso prévio trabalhado até 29/11/13; reintegração imediata dos trabalhadores com estabilidade.

O Secor continuará pressionando a empresa para que o acordo seja cumprido.

Fonte: Assessoria de Imprensa

LEIA TAMBÉM