Terça-Feira, 18 de Maio de 2021 -

Sindicato dos Comerciários apoia a extinção do PL 4330

Publicado em: 20/08/2013
Divulgação

Divulgação

Na última semana, o vice-presidente do Sindicato dos Comerciários de Osasco e Região (Secor), Luciano Rodrigues, participou do encontro com secretários de Organização e de Relações do Trabalho da CUT (Central Única dos Trabalhadores), em Brasília.

O evento tinha o objetivo de discutir os desafios da representação sindical atual, além de traçar métodos de ampliação de direitos trabalhistas. Assim, o foco do encontro foi o Projeto de Lei 4330/2004, mais conhecido como o PL das Terceirizações, que regulamenta a terceirização de trabalhadores em empresas públicas e privadas e prejudica seus direitos.

Para o vice-presidente Luciano Pereira Leite, em um momento em que empresários investem na flexibilização dos direitos trabalhistas, os sindicatos, em conjunto com trabalhadores, devem marcar presença nas ruas de todo Brasil para que o PL 4330 não seja aprovado. “Devemos mostrar que somos maioria e não aceitaremos retrocessos nos direitos trabalhistas alcançados com muita luta. O PL 4330 é inaceitável para o trabalhador, pois limita seus direitos”, completa Luciano.

De acordo com pesquisa do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), um terço dos 33,9 milhões de trabalhadores com carteira assinada são representados por terceirizados, totalizando 10 milhões de pessoas. “Cabe ressaltar que as condições do terceirizado é muito diferente de um trabalhador direto da empresa. Segundo a pesquisa, o terceirizado cumpre três horas a mais de jornada e ganha 27% a menos. Sem falar que esses trabalhadores são vítimas de 80% dos acidentes de trabalho”, alerta o vice-presidente.

Fonte: Assessoria de Imprensa

LEIA TAMBÉM

Desemprego no Brasil atinge 14 milhões, o maior desde começo da pandemia

Desalento também atinge patamar recorde, reunindo 6 milhões de brasileiro [...]
LEIA MAIS