Domingo, 24 de Outubro de 2021 -

Sindicato dos Comerciários denuncia rede Kalunga

Publicado em: 15/05/2013

thumb-80

Na quarta-feira, 15/5, o Sindicato dos Comerciários de Osasco e região (Secor) realizou ato reivindicatório na central de distribuição da rede de papelaria e informática Kalunga, localizada em Barueri. O ato contou com a distribuição de material sobre o problema enfrentado por comerciários em horários de entrada e saída de funcionários, entre 12h e 14h30. Durante a manhã e a tarde, o Secor utilizou um carro de som para conscientizar trabalhadores sobre a importância da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e alertar sobre a possível paralisação de jornada, caso a empresa não negocie com o sindicato.

O Secor, em conjunto com sindicatos de todo Estado de São Paulo, denuncia a rede Kalunga por não cumprir a lei nº 10.101 que regula a PLR aos trabalhadores como forma de recompensa e incentivo a produtividade no trabalho.

De acordo com o presidente do sindicato, José Pereira Neto, a empresa foi procurada diversas vezes, mas sua posição em relação ao benefício do trabalhador permaneceu a mesma. “Em várias ocasiões, nosso sindicato procurou a Kalunga para reivindicar a PLR aos trabalhadores de suas unidades. No entanto, adotando uma postura autoritária e intransigente, a rede afirmou que não reconhece na lei nº 10.101 a obrigatoriedade do pagamento do benefício e continua demonstrando pouco caso com seus colaboradores ao afirmar que não pagará a PLR. Não aceitamos essa posição, e continuaremos reivindicando para o trabalhador o que é seu por direito”, afirma Neto.

Os sindicatos de São Paulo, Guarulhos, Cotia e Campinas também participaram da manifestação.

Clique aqui para ver fotos do ato

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Thaís Peixoto

LEIA TAMBÉM

Governo de Jair Bolsonaro é responsável pela disparada da inflação

Afirmação é do diretor adjunto do Dieese José Silvestre, que aponta ent [...]
LEIA MAIS