Sexta-Feira, 03 de Dezembro de 2021 -

Universidades de SP criam grupo de estudos para enfrentar crise hídrica

Publicado em: 04/02/2015

Sete instituições de ensino público paulistas anunciaram nesta terça-feira (3) a formação de um cômite de pesquisas para enfrentar a crise hídrica em Sço Paulo.

O grupo, que reúne as universidades Unifesp (Universidade Federal de Sço Paulo), Unicamp, Unesp, UFABC e UFSCar, USP e também o IFSP (Instituto Federal de Sço Paulo), pretende produzir pesquisas para propor soluções para o problema de abastecimento de água.

Segundo a reitora da Unifesp, Soraya Smaili, é a primeira vez que as instituições trabalham juntas. “A gente já vinha produzido bastante pesquisas sobre o tema e agora vamos juntar forças para achar uma solução mais rápida”, disse. Ela conta que já existiam pesquisas que indicavam o agravamento da crise, mas que tiveram pouca repercussço. “Com o impacto da crise e com o racionamento, esperamos que sejamos mais ouvidos”, afirma.

Suspensço de aula
A reitora da Unifesp rechaçou a possibilidade de suspensço de aulas da Unifesp em virtude da crise hídrica. “Até o momento, nem a universidade, nem o hospital (Hospital Sço Paulo, controlado pela Unifesp) estço sendo afetados pela crise”, explicita.

Ela não soube dizer, no entanto, o que será feito caso a universidade seja afetada pelo rodízio. “Tudo depende de como vai ficar a situação”, falou.

LEIA TAMBÉM

71,4% dos 8,9 milhões que perderam emprego na pandemia eram negros, diz Dieese

Para os não negros, os impactos da crise sanitária foram menores: dos 2,5 [...]
LEIA MAIS