Sexta-Feira, 23 de Abril de 2021 -

Notícias

23/03/2021

Nota da CUT: Não à fome e à morte! – pelo auxílio emergencial de R$ 600

Na quinta-feira (18), dia em que morreram 2.659 brasileiros e brasileiras por complicações causadas pela Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, o governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) editou a Medida Provisória (MP) nº 1.039/2021, que determina uma nova fase do auxílio emergencial reduzindo o valor pago no ano passado, de R$ 600, para apenas R$ 250 e o número de trabalhadores e trabalhadoras desempregados e informais com direitos ao benefício. [...]

LEIA MAIS
19/03/2021

Com Bolsonaro poder de compra dos pobres e dos trabalhadores despenca

Em 2003, apesar de ter encontrado o país endividado e com uma inflação de 12,53%, Lula conseguiu derrubar a inflação para 7,60% e segurar aumentos dos alimentos [...]

LEIA MAIS
17/03/2021

Para CUT, é ofensa do governo reduzir valor das parcelas do seguro-desemprego

Governo quer reduzir em 10% valor das parcelas do seguro-desemprego. Para Guedes, trabalhador não aceita ofertas de emprego por receber benefício. CUT diz que proposta é uma ofensa do governo Bolsonaro [...]

LEIA MAIS
11/03/2021

Sem vacina, sem leitos e sem governo, Brasil registra mais de 2 mil mortes em 24h

Com a pandemia do coronavírus descontrolada, a baixa vacinação e adesão às medidas mais restritivas, até mesmo ao uso de máscaras, e ainda sem um comando nacional de combate à Covid-19, o Brasil registrou nesta quarta-feira, 10, o terrível recorde de mais de 2.300 mortes em decorrência da doença em um só dia - morreram, em média, 8 brasileiros a cada 5 minutos. Foram registrados 2.349 óbitos. São pessoas com nome, sobrenome e endereço, filhos, pais e amigos de alguém, não se trata de uma estatística fria, e sim de vidas perdidas. [...]

LEIA MAIS
09/03/2021

Pandemia reforçou abismo salarial entre homens e mulheres

Um estudo realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostra que a crise econômica e social agravada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) reforçou a desigualdade entre gêneros no mercado de trabalho. Além de serem mais afetadas com a perda de postos de trabalho, elas ganham em média 20% menos do que os homens. Em 2020, a remuneração média das mulheres foi de R$ 2.191,00. Para os homens foi de R$ 2.694,00. [...]

LEIA MAIS

LEIA TAMBÉM

Vacinação reduz número de mortes de profissionais de saúde por covid-19 no país

CFM apontou queda de 83% nas mortes de profissionais de saúde por covid-19 [...]
LEIA MAIS